Franchising

Fique por dentro de 5 opções de financiamento para franquias

março 19, 2019
financiamento para franquias
Tempo de leitura 4 min

O financiamento para franquias é uma excelente porta de entrada. Com ele, o interessado pode equacionar os valores do empréstimo no fluxo de caixa e contar com todas as vantagens de atuar por meio de um empreendimento validado.

No entanto, para que o cenário vantajoso se concretize, o empreendedor precisa ficar atento às condições oferecidas pelos financiadores. O valor tomado será um custo do negócio, logo, deverá estar dentro da realidade da franquia adquirida e afetará a lucratividade.

Neste conteúdo, abordaremos as 5 principais opções de financiamento. Assim, você pode comparar os diferentes programas e realizar uma boa escolha para o seu empreendimento. Não deixe de conferir!

Por que o franqueado pode precisar de um financiamento?

Nas franquias, em vez de investirem e gerirem diversas filiais, as franqueadoras oferecem a aquisição de um modelo de negócios validado e das informações necessárias para fazê-lo funcionar. Assim, cabe ao interessado aportar o capital para abrir o estabelecimento comercial, exigindo-se o pagamento de uma adesão.

Além disso, o franqueado arca com um valor mensal ou anual, chamado de royalties, e pode, em alguns casos, contribuir para um fundo de publicidade. Obviamente, isso apresenta retornos significativos, como capacitação, divulgação da marca e condições favoráveis com fornecedores, sem contar que as franquias de sucesso já consideram os custos do adquirente.

O único problema é a necessidade de ter o capital. Por isso, em muitos casos, após estudarem bastante e escolherem a franquia certa, os empreendedores buscam opções de financiamento. A prática exige o cuidado de considerar as prestações no fluxo de caixa, mas é uma excelente opção para quem não tem o dinheiro inicial ou quer expandir mais rapidamente.

Quais são as 5 principais opções de financiamento para franquias?

Para encontrar uma boa opção, fique atento aos programas públicos ou privados de incentivo ao empreendedorismo e ao franchising. Em tais casos, o empréstimo será uma medida de fomento, em que as margens do financiador serão reduzidas ou eliminadas na expectativa de contribuir para o desenvolvimento local, regional ou nacional.

1.BNDES

O Banco Nacional do Desenvolvimento oferece, pelo menos, duas soluções de financiamento úteis para os franqueados. A primeira é o BNDES automático, que permite a realização do aporte inicial e tem juros abaixo do mercado, enquanto a segunda é o cartão de crédito BNDES utilizado para manter o capital de giro com juros mensais de 1.38%.

2. PROGER

Outra opção é o programa federal para geração de renda, que dá acesso a linhas de crédito para pequenos negócios. Atualmente, o empréstimo ocorre por intermédio da Caixa Econômica Federal, sendo possível a tomada de até R$ 600.000,00 para pagar em até 60 meses com período de carência de até 12 meses.

3. BB Franquia

O Banco do Brasil oferece um pacote de soluções para os franqueados, entre as quais estão as linhas de financiamento de capital de giro. No entanto, além de ir à agência conferir as condições para sua franquia, você precisa que a franqueadora seja conveniada ao programa para ter acesso ao crédito.

4. Desenvolve SP

Para as pequenas e médias empresas de São Paulo, uma alternativa é ingressar na linha de crédito especial da Agência de Desenvolvimento Paulista. Além dos juros, a partir de 0,33% ao mês + SELIC, o programa conta com formas de simplificar as garantias oferecidas pelos empresários.

5. Bancos privados

Vale ressaltar também diversos bancos que costumam incentivar o franchising. Para citar três exemplos, Bradesco, Banco do Nordeste e Santander contam com produtos direcionados para os franqueados, além de serem parceiros da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Por fim, um ponto importante é sempre contar com uma assessoria jurídica especializada durante as negociações. Isso porque, além da análise dos contratos, as orientações quanto ao cumprimento das exigências dos programas de financiamento podem influenciar os juros cobrados, porque afetam o risco do negócio para a financeira.

Sendo assim, além de tomar o cuidado de ir às instituições e comparar as ofertas, considere também a parte jurídica. Assim, você poderá utilizar as opções de financiamento para franquias sem dores de cabeça.

Se o conteúdo foi útil, compartilhe o texto nas suas redes sociais e ajude seus amigos e seguidores a empreenderem!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário